Início do Conteúdo

Por que a doação é importante?

Quando um paciente necessita de um transplante de medula óssea e não tem doador compatível em sua família, recorre ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (REDOME - Ministério da Saúde). Mas, devido a fatores genotípicos, é muito difícil encontrar o doador ideal. Assim, quanto mais voluntários estiverem cadastrados neste banco, maior será aprobabilidade de localizá-lo.


Quem precisa de transplante de medula óssea?

Pessoas que sofreram danos irreparáveis na medula, como nos casos de leucemias, aplasias, vários outros tipos de câncer e algumas doenças genéticas.


Quem pode doar?

Qualquer pessoa que tenha entre 18 e 35 anos de idade e não seja portadora de nenhum tipo de câncer nem de doenças incapacitantes, autoimunes ou infecciosas.


O que é medula óssea?

É a parte interna dos ossos, onde são produzidas as células sanguíneas.


Como a medula óssea é removida para doação?

A doação é um procedimento que se faz em centro cirúrgico, sob anestesia peridural, e requer internação de 24 horas, consiste em punção com agulha especial na região da bacia. São retirados, no máximo, 10% da medula óssea - o equivalente a uma bolsa de sangue. No dia seguinte, o doador já pode retomar suas atividades normais.


Quais os riscos para o doador?

São praticamente inexistentes. Nos primeiros três dias após a doação pode haver desconforto localizado, de leve a moderado, que pode ser amenizado com o uso de analgésicos e medidas simples.


Como os pacientes recebem a medula óssea?

Primeiro, o receptor é submetido a um tratamento que elimina as células de sua medula óssea.
Depois, recebe as do doador através de transfusão. Em duas semanas, estará produzindo células novas, restabelecendo sua saúde.


Como se tornar um doador?

É muito simples: basta colher 5 ml de sangue, através do procedimento usual, para o teste de compatibilidade, chamado HLA. Também é necessário preencher um termo de consentimento, com identificação e endereço. Estas informações, juntamente com o resultado do exame HLA,
serão enviadas para o banco de dados do REDOME.


Em que ocasião a doação é necessária?

Apenas quando for identificada, através do REDOME, a compatibilidade com um paciente que necessita de transplante de medula. Neste caso, serão realizados outros testes sanguíneos e, se confirmadas as condições ideais, o voluntário será avaliado por um clínico e consultado novamente sobre a intenção de realizar a doação.