Início do Conteúdo

A Diretoria Executiva do HCPA se reuniu com equipe da Unidade Álvaro Alvim (UAA) nessa quarta-feira, 23 de setembro, quando foi definido que a unidade, fechada temporariamente no início da pandemia, não voltará a abrir.

Em outubro de 2019, o Conselho de Administração deu aval para o encerramento das atividades, dentro dos esforços para otimizar recursos e manter a sustentabilidade da instituição. No entanto, a desativação não estava programada para acontecer de imediato. Mas, diante da necessidade de retomada gradual dos serviços não covid do hospital, do cenário econômico e das muitas demandas a serem atendidas, reabrir a UAA por algum tempo para, logo adiante, encerrar as atividades definitivamente representaria um grande gasto de recursos e de trabalho dos profissionais.

O fechamento da UAA não implica na extinção de atividades assistenciais, de ensino ou pesquisa nem prejuízos aos colaboradores. O compromisso assumido pela Diretoria Executiva, no momento de redefinição do uso dos espaços nos blocos A, B e C, é estudar a realocação dos serviços e equipes nos três edifícios, com participação dos envolvidos. Com isso, haverá uma redução significativa nas despesas, que podem ser destinadas a necessidades de custeio do HCPA e foco na ocupação dos novos prédios.