Início do Conteúdo

No início deste mês, três pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) foram beneficiados com um procedimento inédito no Brasil: implante de válvula aórtica por cateter - próteses doadas pelo Portico da Abbott - recém lançadas aqui no país. O procedimento foi realizado em pacientes idosos, com alto risco para cirurgia convencional, que apresentavam estenose da valva aórtica. Com esse procedimento, que é realizado totalmente sem cortes, através da virilha, há um restabelecimento da passagem normal de sangue do ventrículo esquerdo - que estava obstruído pela valva doente - para a aorta. A operação é minimamente invasiva com menor risco e recuperação mais rápida que a cirurgia convencional.

O procedimento aconteceu no Serviço de Cirurgia Cardiovascular do HCPA - Unidade de Hemodinâmica -, envolvendo dezenas de profissionais. A cirurgia foi transmitida ao vivo para a Argentina e Estados Unidos. “Dois centros no Brasil foram selecionados para este projeto: o Hospital Albert Einstein e o HCPA, sendo que só o Clínicas foi habilitado como centro independente”, explica o professor do Serviço de Cirurgia Cardiovascular e responsável pelos procedimentos Eduardo  Saadi. “Em plena pandemia conseguimos, cumprindo todos os protocolos, realizar com segurança a técnica”, enfatiza.

Saadi destaca que novos tempos exigem novas soluções. “Foi o primeiro passo, tem tudo para ser um grande projeto de parceria educacional, credenciando o HCPA para se tornar o primeiro centro de treinamento do Brasil”. Os pacientes que realizaram as cirurgias estão se recuperando muito bem. “Só nos resta agradecer a todos aqueles que vestiram a camiseta. Com orgulho, muito obrigado a toda esta equipe!”, agradece o professor.

vida que segue novos tempos